Quantidade de Páginas visitadas

Assunto : 1º ANOS B e C CONSTROEM MAQUETES DE PROPRIEDADES RURAIS ESTRANGEIRAS

Depois de várias atividades na disciplina de Língua Inglesa, entre elas, a gastronomia, decorações culturais e até doações de livros referentes aos países de língua inglesa, a nova proposta da professora Fabi Gallian aos alunos do Colégio Agrícola foi trazer as vertentes da realidade agrícola estrangeira para dentro da linguagem inglesa.

Para confeccionar os trabalhos, a educadora realizou as atividades com as turmas do 1º B e C. Para demonstrar por meio da interação entre linguagem e propriedade rural, a proposta foi construir maquetes que representassem o ambiente do campo com suas particularidades locais. Os estudantes explicaram aos visitantes, compostos pelas demais turmas e servidores, como é a produção agrícola nos respectivos países representados por eles.

A atividade foi realizada no auditório da escola e contribuiu para que os alunos experimentassem, por meio da pesquisa e da criatividade, o planejamento e construções das maquetes, considerando o clima, relevo e outras especificidades das nações expostas.



Por Roberto Crepaldi Dias - Jornalista

Assunto : SEGUNDA EDIÇÃO DA REVISTA INOVAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA NO PARANÁ

A Secretaria de Estado da Administração e da Previdência e a Escola de Gestão do Paraná divulgaram, nesta quarta-feira (30), a segunda edição da Revista Inovação em Gestão Pública no Paraná, nas versões eletrônica e impressa. O lançamento foi no Encontro de Líderes Públicos, realizado em Foz de Iguaçu.

A Revista traz uma coletânea de boas práticas e produções acadêmicas de agentes públicos estaduais e municipais, que refletem em suas iniciativas o compromisso com um Paraná cada vez melhor. As iniciativas são selecionadas a partir do Observatório de Inovação em Gestão Pública no Paraná.

A Seap e Escola de Gestão parabenizam os servidores que tiveram seus trabalhos selecionados para Revista.



PARA LER A VERSÃO ELETRÔNICA, CLIQUE AQUI

Assunto : MOMENTOS DO CAET EM RETROSPECTIVA 2016

Falar dos dias passados não é apenas contar uma história, é relembrar nossas atividades, nossas ações, nossos momentos de reflexão. Pensar no ontem é trazer à memória nossas metas a serem alcançadas e reforçar nossas perspectivas reais de concretizá-las. Para os primeiros anos, a experiência do diferente; para os segundos anos, a alegria de ter superado a primeira fase, deixando o tempo das novidades para conhecer o segundo tempo; para os terceiros anos, a euforia de finalizar mais uma etapa do conhecimento científico.

2016 foi um ano diferente para todos. O início de uma caminhada com novas propostas, novas visões administrativas e pedagógicas. Um ano de experiência não só para os alunos iniciantes, mas para muitos professores e também funcionários. Direção, equipe pedagógica e de coordenação dirigiram e orientaram num campo de descobertas de novas funções. Tomaram fôlego diante da missão de fazer da escola uma espaço melhor, ou talvez... diferente, tanto para a equipes de profissionais quanto para a essência da escola que sãos os alunos. Sistematizou tarefas, remanejou equipamentos, remodelou os ambiente e organizou documentos.

Para os alunos, muitas atividades foram propostas e realizadas. Vários projetos foram desenvolvidos pelas turmas. O primeiro esforço de recuperação do açude e a persistência das próximas tentativas levaram direção e coordenação de UDP a finalizar o que parecia perdido; a horta também foi valorizada, recebendo a atenção dos alunos e professores no projeto de horticultura; a intenção de ativar a antiga quadra de vôlei de areia foi adiada, não cancelada. A produção de compostagem orgânica recebeu elogios de doutores em agronomia da Faculdade Assis Gurgacz; alunos foram orientados sobre inseminação artificial, agricultura de precisão foi tema de palestra e mostra prática no campo; na agroindústria, muitos produtos foram processados; a disciplina de Administração e Extensão Rural promoveu um dia de campo; na caprinocultura, veterinários e alunos salvaram vidas onde tudo indicava o contrário. Foram muitos os projetos levados a cabo por professores e estudantes, todos complementando uma aprendizagem prática e eficiente.

Conquistas foram feitas por um Grêmio atuante e compromissado e pela responsabilidade da direção de cumprir seu plano diretor, tudo com aprovação da APMF e de sua instância máxima, o Conselho Escolar. Como escola, o CAET colocou à prova os conhecimentos repassados, instigou pesquisas, cobrou trabalhos, favoreceu a criatividade e inspirou inovações. Os eventos culturais, esportivos e recreativos foram planejados e realizados oportunizando momentos de lazer aos educandos e educadores.

Mesmo com a força da natureza contrária, o entusiasmo da equipe não permitiu que todo o trabalho organizado para a festa Julina fosse por água abaixo. A gincana mostrou que existe vida além das redes sociais. Corpos foram ativados, alegrias evidenciadas, momentos de decepção, satisfação, bom humor e suor à flor da pele... O Colégio Agrícola de Toledo somou convicção, perseverança e muito trabalho para transformar, em apenas um ano, as dificuldades em oportunidades.

Contamos com que todos os estudantes do CAET tenham um sóbrio sentimento de amor pela nossa escola. Que ao findar de 2016 todos possamos retribuir a esta instituição de ensino o carinho que ela merece, olhando alunos e educadores com respeito, conscientes que as possíveis diferenças individuais fazem parte do curso natural da humanidade e que ela se distingue dos outros animais porque é racional.

Seja humano: respeite, seja compreensivo e educado. Lembre-se: O seu plantio hoje será o fruto do amanhã.



Por Roberto Crepaldi Dias - Jornalista

Assunto : LISTA DE CLASSIFICADOS CAET 2017

AS DATAS PARA AS MATRÍCULAS SERÃO:


***ALUNOS QUE CONSEGUIRAM ALOJAMENTO DIA 05/12/16 - 14 HORAS NO AUDITÓRIO DA ESCOLA

***VALOR DA CONTRIBUIÇÃO APMF - MATRÍCULA: R$ 90,00

***VALOR DA CONTRIBUIÇÃO APMF ANUAL ALOJAMENTO: R$ 90,00

TRAZER APENAS OS DOCUMENTOS PESSOAIS DO RESPONSÁVEL



***ALUNOS SEM ALOJAMENTO DIA 06/12/16 - 14 HORAS NO AUDITÓRIO DA ESCOLA

***VALOR DA CONTRIBUIÇÃO ANUAL APMF - MATRÍCULA: R$ 90,00

TRAZER APENAS OS DOCUMENTOS PESSOAIS DO RESPONSÁVEL



PARA VER A LISTA CLIQUE AQUI

Assunto : VETERINÁRIO, FRANCISCO VIGNE, DISCURSA SOBRE AVICULTURA DE CORTE


A avicultura no Brasil, especialmente no Paraná, foi um dos setores de produção que mais desenvolveu nos últimos tempos. O aumento produtivo exigiu mais estudos na área buscando sempre a evolução nos aspectos de nutrição, sanidade, instalações, equipamentos e manejos das aves.

Os alunos que ficam alojados no Colégio Agrícola foram convidados a participar de uma palestra no auditório do estabelecimento sobre o assunto. A atividade foi ministrada pelo veterinário Francisco Vigne, que também responde pela coordenação de pecuária do CAET.

O trabalho do veterinário focou na avicultura de corte, com ênfase nos aspectos de instalações para alojamento das aves. Os estudantes viram alguns gráficos que demonstraram a evolução da produção na avicultura de corte, comparando com outros países que são grandes produtores. O Brasil, segundo o veterinário, já ultrapassou a China na exportação.

O objetivo da palestra foi orientar sobre as transformações no setor em relação às principais técnicas de manejo para se obter o melhor desempenho na criação intensiva de frangos de corte.

A pedagoga Claudete de Oliveira conversou com os alunos sobre o privilégio de se ter uma aula como essa de forma gratuita e agradeceu o coordenador pelo trabalho.



Por Roberto Crepaldi Dias - Jornalista













Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito